Blog

Check-up urológico pode ser feito em qualquer idade

Check-up urológico pode ser feito em qualquer idade

A cada ano é necessário fazer aquela visita ao médico e garantir que sua saúde está em boas condições. É importante lembrar-se de colocar o urologista neste roteiro e agendar também um check-up urológico.

Ainda não existe uma rotina em agendar um check-up médico por parte dos homens, e não apenas na área da urologia. Assim, doenças que começam mais silenciosamente correm o risco de se desenvolverem sem o conhecimento do paciente.

Mas é importante lembrar que o urologista é um médico que atende tanto a homens quanto a mulheres. Isso porque, além do sistema reprodutor masculino, o especialista também cuida do aparelho urinário e no tratamento a doenças como: infecção urinária, bexiga hiperativa, cálculos renais, incontinência urinária, dentre outras enfermidades. E, assim, as mulheres também precisam realizar o seu check-up urológico.

Maior idade, menor frequência

Ainda na infância, há uma cultura de levar o filho para consultas com o pediatra. Assim, muitas vezes, quando sugeridos pelos médicos, os pais são encaminhados ao urologista pediátrico, onde exames específicos são feitos.

Na adolescência, porém, os rapazes começam a se afastar da especialidade, havendo uma queda considerável no número de consultas preventivas. Diferente das mulheres, que costumam ir ao ginecologista com maior frequência para conversar sobre assuntos relacionados ao seu sistema reprodutor, a cultura masculina é de buscar pelo especialista apenas quando os sintomas não podem mais ser ignorados.

A impotência sexual é um bom exemplo de como o preconceito está vivo na cultura masculina. Hoje já existe uma variedade de tratamentos para a disfunção erétil ou ejaculação precoce, mas os homens ainda relutam em buscar a ajuda de um urologista. Quando o assunto é o exame do toque retal, então, o preconceito é ainda maior.

Check-up em todas as idades

03 a 11 anos: acompanhamento do desenvolvimento dos órgãos genitais do menino, avaliação para identificar os casos de fimose que necessitarão de cirurgia, acompanhamento de casos de enurese noturna ou outras disfunções urológicas.

12 a 19 anos: avaliação física, orientação sobre a anatomia dos órgãos genitais e sexo seguro, informações e tratamento de doenças sexualmente transmissíveis, disfunções urinárias, ejaculação precoce, dentre outras questões.

20 a 50 anos: avaliação física geral e exames preventivos do câncer de testículo e do câncer de próstata (principalmente quando há histórico na família), ejaculação precoce, disfunção erétil e assuntos relacionados à fertilidade masculina. A partir dos 40 anos, os exames preventivos do câncer de próstata devem ser feitos anualmente: toque retal e o teste PSA.

Acima de 50 anos: realização dos exames rotineiros de prevenção aos cânceres de próstata e testículo. Informação e tratamento nos casos de andropausa e reposição hormonal masculina, incontinência urinária, impotência sexual e outros.