Blog

Disfunção erétil é segunda maior causa de visita dos homens ao urologista

Disfunção erétil é segunda maior causa de visita dos homens ao urologista

Vamos falar hoje sobre disfunção erétil? Esse é um problema da sexualidade e a segunda maior causa de visita dos homens ao consultório da urologia. Ela perde apenas para problemas prostáticos.

A disfunção erétil é conceituada como um déficit na ereção, que pode ser muito leve que ainda permita a relação sexual, permita a penetração, mas com certa dificuldade, ou até mesmo uma disfunção erétil completa, onde a atividade sexual é impossível, improvável. Isso acontece em homens, começa a ficar frequente em homens a partir dos 40 anos.

 

Como funciona a ereção

O pênis possui duas estruturas cilíndricas no pênis, amplamente vascularizadas, que chamamos de corpos cavernosos. Quando há um estímulo sexual, o fluxo sanguíneo para estas estruturas aumenta, fazendo o pênis crescer e causando a compressão das veias emissárias.

Este mecanismo acarreta a retenção de sangue nos corpos cavernosos, mantendo a ereção, que só é interrompida quando acaba o estímulo sexual ou há um orgasmo. Assim, os corpos cavernosos se esvaziam e o pênis volta a ficar flácido.

 

Disfunção tem tratamento

O tratamento da disfunção erétil vai desde psicoterapia, tratamento farmacológico, que nesse quesito podem ser drogas de ingestão oral até drogas de uso intracavernoso, e de injeções penianas.

De última instância, ou seja, como última opção no tratamento da disfunção erétil temos a abordagem cirúrgica, com a instalação de prótese peniana.

Ao sinal de qualquer suspeita de disfunção erétil, agende já uma consulta com o urologista. O tratamento é sinal de uma maior qualidade de vida.